Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
a close up of an animal

Baleia-jubarte
(Megaptera novaeangliae)

As Baleias-jubarte são a espécie das mais bem estudadas de todas as baleias de grande porte. As suas longas barbatanas, tipo asa delta, tornam-nas fáceis de identificar e deram a esta espécie o seu nome científico, que significa “asa grande da Nova Inglaterra”. Em vez de dentes, têm placas de barbas no maxilar superior que funcionam como um sistema de filtragem (para mais explicações sobre as placas de barbas ver a descrição da Baleia-de-Bryde).

A cabeça e o maxilar inferior estão cobertos com tubérculos arredondados (para percepção sensorial; semelhante aos bigodes dos gatos). As Baleias-jubarte fazem frequentemente saltos acrobáticos e são famosas pelas suas canções durante os períodos de acasalamento.

Quando mergulham, muitas vezes levantam as suas caudas e as suas costas têm uma aparência corconda, levando ao nome inglês “Humpback”.

A cor base das suas barbatanas é o preto com um padrão individual de cor pálida que pode ser usado na foto-identificação.

Informação geral

Tamanho dos adultos: Fêmeas até 19m; Machos até 17m

Presa: Pequenos peixes de cardume e krill

Comportamento: Durante a alimentação, algumas populações de Baleias-jubarte utilizam uma técnica de alimentação com bolhas, soprando “redes” ou “nuvens” de bolhas de ar para concentrarem e apanharem presas (peixes). Tal como a maioria de outros rorquais, são também alimentadores fortíveros. São avistados tipicamente sozinhos ou em pequenos grupos fluidos de até 12 animais. Muito activos à superfície, muitas vezes vistos a saltar, a mostrar a caudal e a bater as barbatanas na água. Durante a época de reprodução, os machos adultos cantam canções longas e complexas, presumivelmente para atrair as fêmeas. Tais canções são específicas de cada grupo e mudam ao longo do tempo. Durante o Inverno as Baleias-jubarte não se alimentam e dependem das reservas de gordura para sobreviver. Atingem a maturidade sexual por volta dos 5-11 anos e podem viver até aos 50 anos de vida.

Alcance: A nível mundial em todos os grandes oceanos; as grandes populações vivem no Atlântico Norte e Pacífico, assim como no Oceano Índico. Os indivíduos cruzam-se frequentemente entre grupos levando a subespécies distintas. São animais altamente migratórios com cada grupo seguindo a sua própria rota específica mas, em geral, os Verões são utilizados para se alimentarem em regiões polares e no Inverno migram para regiões tropicais para amamentar ou acasalar.

Madeira: Raramente avistados

Características distintivas: Barbatana dorsal variável, desde alta e côncava a relativamente pequena. Têm barbatanas peitorais muito longas que se estendem até um terço do comprimento do seu corpo e cada baleia tem o seu próprio padrão individual branco-preto na parte inferior da sua barbatana.

Taxonomia: Subordem: Mysticeti (Baleias de barbas); Família: Balaenopteridae (Rorquals)

Ameaças: Perda de habitat, poluição ambiental (química e sonora), emalhamento em redes de pesca, escasseamento das presas, colisão com embarcações.

Skip to toolbar