Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé

MACARONÉSIA

O arquipélago da Madeira faz parte de uma cadeia de montanhas subaquáticas que se situam directamente na Placa Africana. Em termos de história geológica, a Madeira é uma ilha relativamente jovem, criada no decurso de vários períodos diferentes de actividade vulcânica.

O facto das ribeiras da ilha terem um declive íngreme e tomarem uma rota quase reta para o mar sem curvas sinuosas é um sinal evidente disso mesmo.

As costas da ilha são íngremes e rochosas, descendo gradualmente até 4.000 metros abaixo do nível do mar. O arquipélago da Madeira foi muito provavelmente criado por um ponto quente, uma área vulcanicamente activa longe dos limites das placas tectónicas.

A parte visível da ilha que se eleva acima do mar, é apenas uma parte de um sistema vulcânico subaquático muito maior.

O que é um “hot spot”?

“Hot spots” ou pontos quentes são áreas de actividade vulcânica que não estão localizadas nas margens da placa tectónica e podem ocorrer no meio de continentes ou oceanos. Um exemplo bem conhecido é o Hawaii. Durante muito tempo os cientistas tiveram dificuldades em explicar esta actividade até que Tuzo Wilson em 1963, pressupôs, que que existiam áreas mais pequenas no manto da Terra onde o magma é produzido. Se uma placa tectónica (que flutua no manto da Terra) permanecer acima desse ponto durante um longo período de tempo, é criado um vulcão subterrâneo que leva à criação de uma ilha. Um ponto quente é, portanto, um centro quase estacionário de actividade vulcânica. Os pontos quentes podem ter um diâmetro de aproximadamente 100-150km e podem criar cadeias inteiras de ilhas.

É provável que o arquipélago da Madeira faça parte de um vestígio de pontos quentes com mais de 70 milhões de anos, que se estende até ao Atlântico Nordeste sob a forma de vários montes submarinos maiores. Estes montes submarinos erguem-se acentuadamente do fundo do oceano e são o lar de comunidades marinhas complexas. Os montes submarinos oferecem protecção a muitas criaturas marinhas e são um viveiro importante para muitas espécies de peixes. A primeira ilha do arquipélago da Madeira a ser criada foi Porto Santo, há cerca de 11 a 14 milhões de anos.

Skip to toolbar