Passar para a navegação primária Passar para o conteúdo Passar para o rodapé
a close up of a fish

Baleia-de-Bryde
(Balaenoptera edeni)

As baleias-de-Bryde são baleias de barbas e pertencem à família dos rorquais. Em vez de dentes, estas baleias têm barbas alinhandas nos seus maxilares superiores que funcionam como um sistema de filtragem. As barbas consistem em placas feitas de queratina que crescem do maxilar superior para a cavidade oral. No interior, as placas de barbas são esgarçadas e actuam como uma peneira.

Ao contrário das baleias com dentes, as baleias de barbas têm dois oríficios de sopro e não possuem um sistema de ecolocalização. As rorquais são conhecidas por uma característica peculiar dentro do grupo das baleias de barbas; têm um grande número de sulcos longitudinais (dobras de pele) nas suas gargantas que permitem a sua expansão quando as baleias engolem grandes quantidades de água durante a alimentação.

Os rorquais alimentam-se de zooplâncton e pequenos peixes e consequentemente migram para áreas de alimentação designadas, onde as suas presas existem em abundância.

Ouça a vocalização deste cetáceo:

Informação geral

Outros nomes: Baleia-tropical

Tamanho dos adultos: Fêmeas entre 12m a 16m (crescem maiores que os machos). Os animais recém-nascidos medem entre 3m-4m.

Presas: Nas águas em redor da Madeira alimentam-se principalmente de pequenos peixes em cardume, lulas, krill e outros crustáceos planctónicos. As Baleias-de-Bryde usam o método de “”lunge”” para caçar, acelerando para as suas presas com a boca bem aberta para apanharem o máximo de presas num só gole. Usando a sua língua, forçam a água sair da boca pelos lados, filtrando os pequenos peixes e crustáceos nas suas barbas durante o processo.

Comportamento: Sabe-se muito pouco sobre o comportamento destas baleias. Podem muitas vezes ser encontradas em grupos de dois a seis. Apresentam frequentemente um comportamento curioso e são vistas a alimentar-se ao lado de outros cetáceos.

Alcance: Ocorrem apenas em latitudes tropicais, subtropicais. Ao contrário de outras baleias de barbas, não migram ou apenas o fazem em curtas distâncias.

Madeira: Pode ocorrer durante todo o ano, mas são vistas com muito mais frequência no Verão, com a maioria dos encontros envolvendo animais solitários ou mães com crias. Ocasionalmente vistas a associarem-se com Baleias-sardinheiras.

Características distintivas: O único rorqual com três cristas paralelas que se estendem desde o espiráculo até à ponta do rostro. Para além desta característica distintiva, também podem ser identificadas através do seu sopro alto e estreito. Têm uma pequena barbatana dorsal curvada e um corpo esguio em forma de torpedo que pode atingir velocidades de até 20/kmh. Facilmente confundidas com as Baleias-sardinheiras no mar.

Taxonomia: Subordem: Mysticeti (Baleias de barbas); Família: Balaenopteridae (Rorquals)

Ameaças: Estão ameaçadas por potenciais colisões de barcos e possível emalhamento em redes de pesca flutuantes livres. A crescente poluição sonora nos nossos oceanos também afecta a comunicação a longa distância entre os animais.

Skip to toolbar